Visita de campo na Serra da Moeda busca estudar vegetação local - Instituto Prístino

Visita de campo na Serra da Moeda busca estudar vegetação local

O Instituto Prístino iniciou o “LEVANTAMENTO FLORÍSTICO NOS AFLORAMENTOS DE GRANITO-GNAISSES NA SERRA DA MOEDA, MOEDA, MG”. Este projeto tem como objetivo principal conhecer a flora que ocorre nesse ecossistema, visto que é escasso o número de estudos acerca das plantas em afloramentos em granito-gnaisses no Brasil e nenhum estudo foi publicado sobre essa vegetação na região da Serra da Moeda.

As atividades do projeto iniciaram no dia 14 de maio deste ano, quando foi emitida a Autorização para Realização de Pesquisa Científica pelo IEF – Instituto Estadual de Florestas. No início de junho, a nossa equipe se reuniu com o gerente do Monumento Natural da Serra da Moeda para apresentar o projeto. Desde então, o Instituto Prístino vem realizando visitas de campo aos granito-gnaisses. Estes afloramentos são rochas antigas que compõem a base geológica da região do Quadrilátero Ferrífero, que compreende mais de 20 municípios na região centro-sul de Minas Gerais. O projeto espera catalogar centenas de espécies no período de um ano de coletas.

O projeto conta com a parceria do Laboratório de Sistemática Vegetal do Departamento de Botânica da Universidade Federal de Minas Gerais. Os espécimens catalogados serão depositados no Herbário BHCB da UFMG após herborização e cadastro.